You are here

Fotógrafo freelancer da AFP ganha o Pulitzer 2013 na categoria "feature photography"

Javier Manzano, fotógrafo freelancer da Agence France-Presse, ganhou o Pulitzer 2013 nesta segunda-feira, dia 15 de abril, por sua cobertura do conflito na síria. Este é o segundi ano consecutivo em que um fotógrafo a serviço da AFP recebe o mais prestigiado prêmio do journalismo mundial. Em 2012, o afegao Massoud Hossaini foi premiado na categoria "breaking news"

Manzano levou o prêmio pelo que o Comitê considerou “uma foto extraordinária (...) de dois soldados rebeldes sírios, entrincheirados em suas posições, enquanto a luz do dia passava pelos buracos de bala deixados em um tapume de metal próximo”.

 


AFP/Javier Manzano

 

Javier nasceu no México e hoje vive em Istambul. O 'stringer', que deixou os EUA aos 18 anos, concentrou boa parte do seu trabalho em questões envolvendo a fronteira EUA-México. Ele começou a carreira como foto e vídeo-jornalista e, depois, passou pela televisão e pela mídia eletrônica.


Hoje Javier trabalha como freelancer para a AFP cobrindo a guerra do narcotráfico no México, assim como as guerras no Afeganistão e na Síria desde que foi demitido da Rocky Mountain News, em 2009, acrescentou o website da organização responsável pelo Pulitzer.

 

A imagem escolhida pelo Pulitzer faz parte de uma série de fotos tiradas em Aleppo em outubro de 2012, também foi reconhecida pelo World Press Photo 2012.