You are here

Novidades da AFP

O fotógrafo da AFP Mauro Pimentel recebe uma Menção Honrosa no Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo

Mauro Pimentel, fotógrafo da AFP no Brasil, recebeu uma Menção Honrosa no 43º Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo da Anistia e Direitos Humanos.

 

Através de sua série premiada, Mauro Pimentel capturou o resultado de um violento confronto entre forças policiais e traficantes, resultando na morte de 28 pessoas na favela de Jacarezinho, Rio de Janeiro, no dia 6 de maio de 2021.

“Essas imagens são a prova dos testemunhos dos moradores da favela do Jacarezinho. Essas imagens só foram feitas porque dezenas de pessoas, em meio a dor e a raiva dessa violência, entenderam que a presença de jornalistas no local era importante. No pior momento de suas vidas abriram as portas da sua comunidade e das suas casas para que esse horror pudesse ser retratado.” Explica Mauro.

 

Mauro Pimentel recebeu este prêmio pela primeira vez em 2018, por uma foto que amostra a presença do exército brasileiro em uma favela no Rio. As imagens denunciam o impacto da violência que a presença militar e os enfrentamentos recorrentes com os traficantes tem na vida dos habitantes.

O Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo para Anistia e Direitos Humanos foi criado no Brasil em 1979 para premiar o trabalho de jornalistas e profissionais da mídia, e reconhecer seu compromisso com a defesa dos valores da democracia, da cidadania e dos direitos humanos.

A cerimônia da 43ª edição do Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo será realizada no Youtube na segunda-feira, 25 de outubro de 2021.

 

Mauro Pimentel, 35 anos, é fotojornalista da Agence France-Presse (AFP) baseado na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, desde 2017. Ele já recebeu vários prêmios e menções. Seu projeto multimídia Stray Bullets, um retrato íntimo das vítimas da violência no Rio de Janeiro, recebeu o 5º Prêmio Petrobras de Jornalismo, foi finalista no Prêmio Gabriel Garcia Marquez, e ganhou o segundo lugar no WAN-IFRA Digital Media Awards LATAM.