You are here

Atualidade

Número de homicídios no Brasil caiu 10% em 2018

AFP / MARVIN RECINOS Policial patrulha bairro dominado pela gangue Mara Salvatrucha (MS-13), durante uma operação em 19 de janeiro de 2019 em San Salvador

O número de homicídios no Brasil caiu 10% em 2018, totalizando 57.341 casos, segundo relatório divulgado nesta terça-feira, que alerta para efeitos contraproducentes que podem ser gerados por medidas defendidas pelo governo Jair Bolsonaro, como a liberalização do porte de armas.

Essa queda contrasta com o aumento de assassinatos de mulheres e membros da comunidade LGBT (+10,1%), assim como o número de pessoas abatidas em operações policiais (+19,6%), indica o relatório do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

O número de mortes violentas em todo o país caiu de 64.021 em 2017 - um recorde desde o início da apresentação desses relatórios em 2007 - para 57.341 em 2018 (-10,4%). Já a taxa de homicídios passou de 30,8 para 27,5 por 100.000 habitantes.

Os estados com taxas acima de 50 homicídios por 100.000 habitantes são cinco (eram oito em 2017) e estão todos localizados nas regiões Norte e Nordeste.

Segundo o FBSP, foram registrados 1.206 casos de 'feminicídio' em 2018 (+ 4%), sendo que 88,8% dessas mulheres morreram nas mãos de seu parceiro ou ex-parceiro.

Houve também um aumento nos relatos de violência sexual: 66.041 (+ 4,1%). No Brasil, existem "180 estupros diários", mais da metade envolvendo meninas até 13 anos, indica o relatório. Os assassinatos de membros da comunidade LGBT totalizaram 109 (+ 10,1%).

O relatório também mostra que no ano passado, 343 policiais foram mortos (75% fora de serviço), uma queda de 8% em relação a 2017, enquanto 6.220 pessoas morreram em ações policiais (+ 19,6%). Entre estas vítimas, 77,9% tinham entre 15 e 29 anos e 75,4% eram negros, em um país com 54% de ascendência africana.

A rede mundial da AFP

200 escritórios pelo mundo cobrindo 151 países

Saiba mais
Saiba mais

Contato AFP

Você quer fazer um comentário? Escreva-nos...