You are here

Atualidade

Tenista chileno Nicolás Jarry é suspenso provisoriamente por doping

AFP/Arquivos / Patrick HAMILTON O tenista chileno Nicolás Jarry durante a partida contra a Sérvia na ATP Cup em Brisbane no dia 8 de janeiro de 2020

O tenista chileno Nicolás Jarry (atual número 78 da ATP) foi suspendido provisoriamente pela Federação Internacional de Tênis depois de ter testado positivo em um exame antidoping, anunciou a ITF.

Jarry, de 24 anos, testou positivo para "Ligandrol e Stanozol", dois esteroides anabolizantes, em um exame de urina realizado durante a disputa da Copa Davis em Madrid, no último mês de novembro.

O tenista "foi provisoriamente suspenso com efeito a partir de 14 de janeiro de 2020", explicou a federação.

Jarry - vencedor do torneio de Bastad no ano passado - garantiu que é inocente. "Nunca tomei propositalmente ou conscientemente nenhuma substância proibida em minha carreira como tenista", disse o jogador em sua conta no Instagram.

"Os níveis destas substâncias são tão incrivelmente baixos que equivalem a uma trilionésima parte de um grama, níveis tão baixos que nenhuma substância poderia ter me proporcionado nenhum benefício para melhorar meu rendimento", se defendeu o tenista que classificou de "surpresa absoluta" a suspensão provisória decretada pela ITF.

O chileno disse que o caso poderia ter sido provocado pela contaminação cruzada de suplementos multivitamínicos fabricados no Brasil, que tomou com recomendação de seu médico e com garantias de que não continham substâncias proibidas.

"Minha equipe jurídica e eu trabalharemos muito duro para provar minha inocência e para isso ofereci minha plena cooperação (à ITF)", concluiu o tenista que, ao lado de Cristian Garín, recolocou o Chile no primeiro plano do tênis mundial.

A rede mundial da AFP

200 escritórios pelo mundo cobrindo 151 países

Saiba mais
Saiba mais

Contato AFP

Você quer fazer um comentário? Escreva-nos...