You are here

Atualidade

Policiais de Brasil, Bolívia e Peru desarticulam quadrilha internacional

AFP / AIZAR RALDES (Arquivo) Foto mostra o ministro boliviano do Interior, Carlos Romero, discursando em Chimoré, na Bolívia, em 12 de outubro de 2017

A polícia da Bolívia, com a colaboração de agentes do Brasil e do Peru, desarticulou uma quadrilha integrada por brasileiros e bolivianos que assaltou um quartel na fronteira comum, mas descartou sua vinculação com o Comando Vermelho.

"Desarticulamos uma organização criminosa", informou em entrevista coletiva o ministro do Interior, Carlos Romero, precisando que o grupo estava ligado ao roubo de armas em um quartel na fronteira com o Brasil, ocorrido em meados de junho.

Romero explicou a partir da cidade de Cobija, capital do departamento de Pando (norte), que as ações foram realizadas em coordenação com as polícias de Brasil e Peru, que compartilham a fronteira.

Sete membros da quadrilha foram presos em diferentes datas, tanto na Bolívia como no Peru, e há quatro foragidos.

No ataque ao quartel boliviano o grupo roubou 9 fuzis AK, 11 carregadores, 5 pistolas e munição.

A princípio, a polícia atribuiu a ação a um grupo ligado ao Comando Vermelho, mas tal hipótese foi rejeitada nesta segunda-feira.

"Não é uma estrutura que corresponde ao Comando Vermelho, e sim uma organização mista de bolivianos e brasileiros".

Segundo o ministro, alguns dos criminosos foram detidos no povoado de Puerto Maldonado, no sudeste peruano, onde se "preparavam para dar um grande golpe".

O ministro destacou a coordenação entre os três países e declarou que o esquema será mantido para se combater o crime organizado.

A rede mundial da AFP

200 escritórios pelo mundo cobrindo 151 países

Saiba mais
Saiba mais

Contato AFP

Você quer fazer um comentário? Escreva-nos...