You are here

Atualidade

Equador declara emergência migratória por chegada de venezuelanos

AFP / Juan Diego MONTENEGRO (Arquivo) O chanceler do Equador, José Valencia

O Equador declarou nesta quarta-feira estado de emergência migratória nas províncias fronteiriças com Peru e Colômbia, diante da chegada em massa de venezuelanos, em torno de 4.200 indivíduos por dia, informou a chancelaria.

O governo equatoriano impôs o "estado de emergência no setor de mobilidade humana" para prestar, com a ajuda de entidades da ONU, uma "urgente atenção aos fluxos migratórios incomuns de venezuelanos" pela fronteira com a Colômbia (norte).

A nota destaca que a emergência envolve as províncias de Carchi (norte, limítrofe com Colômbia), Pichincha (centro andino) e El Oro (sudoeste, limítrofe com Peru).

"O objetivo é estabelecer um plano de contingência, ações e mecanismos necessários para a ajuda humanitária" aos imigrantes venezuelanos, destacou a chancelaria.

O ministro equatoriano das Relações Exteriores, José Valencia, disse no Twitter que "como órgão reitor da política de mobilidade humana decidimos declarar a emergência nas três províncias para garantir a defesa dos direitos através de uma resposta concertada de parte de todo o estado".

A rede mundial da AFP

200 escritórios pelo mundo cobrindo 151 países

Saiba mais
Saiba mais

Contato AFP

Você quer fazer um comentário? Escreva-nos...