You are here

Prêmios

AFP ganha quatro prêmios no World Press Photo 2016

Quatro fotógrafos da AFP foram premiados na edição 2016 do World Press Photo.

Sameer Al-Doumy ganhou o primeiro prêmio na categoria “Spot News Stories” por uma série de imagens após ataques aéreos realizados pelo governo sírio sobre rebeldes em Duma e Hamouria.

Al-Doumy é um fotógrafo freelancer que vive em Duma, subúrbio de Damasco. Ele iniciou sua carreira como cinegrafista para um canal de televisão local, no começo da revolução síria, em 2011, e é freelancer da AFP desde 2014.

Roberto Schmidt ficou com o segundo prêmio na categoria “Spot News Stories” por sua cobertura da avalanche no Monte Everest após um terremoto no Nepal em abril de 2015.

Schmidt, fotógrafo colombiano nascido em 1966, entrou na AFP no escritório de Miami em 1989.

Ele foi chefe de fotografia para a região da África do Leste e Oceano Índico, baseado em Nairóbi, depois passou a chefiar a cobertura do sul da Ásia, com base em Nova Délhi.

Em 2014 ele recebeu a menção honrosa na categoria “Feature” pela National Press Photographers Association “Best of Photojournalism” por sua foto de Barack Obama, David Cameron e Helle Thorning Schmidt tirando uma selfie durante o funeral de Nelson Mandela em 2014.

Ele ganhou a menção honrosa na categoria “Sports Singles” do World Press Photo 2003 por uma foto do jogador de futebol Ronaldinho durante a Copa do Mundo de 2002.

Bülent Kiliç ficou com o terceiro prêmio na categoria “Spot News Stories” por suas fotos de refugiados sírios passando por um buraco em uma cerca em Akçakale, na fronteira com a Turquia, em junho de 2015.

Kiliç, fotógrafo turco nascido em 1979, iniciou sua carreira em um jornal local e entrou na AFP em 2005. Ele é chefe de fotografia na Turquia e vem realizando missões na Ucrânia e na Síria. Ele ganhou o Visa d’Or em 2015 no concurso Visa Pour l’Image, em Perpignan, na França, por sua cobertura dos refugiados atravessando a fronteira. Ele recebeu o primeiro e terceiro prêmios na categoria “Spot News Singles” no World Press Photo de 2015 pela importante cobertura na Turquia e Síria.

Abd Doumany recebeu o segundo prêmio na categoria “General News Stories” por suas fotos de crianças feridas após um bombardeio aéreo do governo sírio sobre a cidade de Duma, tomada por rebeldes.

Doumany, freelancer de 25 anos, nasceu em Damasco e mora nos subúrbios da cidade. Ele cobriu a revolução síria desde o início, se lançando na carreira de fotógrafo em 2013. Ela trabalha para a AFP desde 2014.

A cobertura realizada por Doumany dos conflitos na Síria conferiram a ele o Prêmio de Prata no CHIPP 2015 (China International Press Photo Contest), na categoria “War and Disaster”.

Contato AFP

Você quer fazer um comentário? Escreva-nos...